Celebrante de Casamento: como escolher o seu

Celebrante de Casamento: como escolher o seu

A cerimônia do casamento é, com certeza, o momento mais importante do dia da celebração. Embora a festa seja também um ponto alto, é a cerimônia que traz a oficialização da união do casal e faz todo o resto ter sentido.

Por isso, é preciso pensar em todos os detalhes da organização, do local à decoração, para que tudo seja único e especial e reflita a personalidade do casal e esteja de acordo com o estilo da festa.

Além disso, a escolha de quem conduzirá a cerimônia é um ponto muito importante: analisem com cuidado quem será o celebrante do casamento.

Entendam o papel do celebrante de casamento, quais são os tipos e vejam como tomar a decisão certa:

Qual o papel do celebrante de casamento?

O celebrante é responsável por conduzir a cerimônia do casamento, proferindo o rito que trará as bênçãos e reflexões para o casal. Esse discurso pode, ou não, ser de cunho religioso, o que vai variar de acordo com o que for escolhido pelos noivos.

Inclusive, alguns dos melhores celebrantes de casamento do Brasil são aqueles que constroem roteiros e histórias altamente personalizadas. Nesse momento, o profissional leva em consideração o estilo, a história do casal e sua personalidade, bem como a mensagem que os noivos desejam transmitir nesse dia especial.

Vale destacar que, dependendo do celebrante escolhido, o profissional pode até mesmo oficializar a união com efeito civil. Por isso, vale a pena conversar previamente e entender tudo o que o celebrante de casamento pode oferecer para o grande dia.

Tipos de celebrante de casamento: como escolher?

Há 4 tipos de celebrantes de casamento: religiosos, ecumênicos, agnósticos e juiz de paz:

  • Celebrantes religiosos: são, com certeza, os mais tradicionais e que se fazem presentes nas cerimônias de casamento desde sempre. Aqui, estão inclusos padres, pastores e outros líderes religiosos que podem conduzir a celebração do matrimônio perante a religião escolhida pelo casal.
  • Celebrantes ecumênicos: também fazem cerimônias com orientação religiosa, a diferença é que, nesse caso, não existem predefinições. Esse tipo de celebrante pode ser uma excelente escolha para noivos que seguem diferentes religiões, pois o rito pode ser adaptado à personalidade do casal, incorporando a vontade e o credo de ambos.
  • Celebrantes agnósticos: são aqueles que não têm nenhum vínculo com religiões e, portanto, seguem uma celebração mais neutra. Porém, isso não quer dizer que se trata de uma cerimônia sem graça ou menos importante; muito pelo contrário, os celebrantes agnósticos dão vida ao momento a partir de um rito totalmente personalizado e especial para o casal.
  • Juiz de paz: é o tipo de celebrante que tem habilitação para realizar o casamento com efeito civil, então é muito procurado por casais que desejam oficializar sua união sem cerimônias religiosas. O juiz de paz pode, também, fazer um pequeno discurso e realizar as celebrações no cartório ou em ambientes externos.

Assim, para escolher o celebrante do seu casamento, é importante considerar o que o casal espera para o momento da cerimônia, pensando, por exemplo, se a vontade é ter algo emocionante e personalizado, ou apenas selar a união e curtir o casamento.

Outro ponto importante é levar em consideração onde vocês querem fazer a cerimônia, afinal algumas igrejas e templos religiosos exigem determinados celebrantes para casamentos realizados neste locais, assim como nem todos os celebrantes podem participar de cerimônias ao ar livre, a depender da religião.

Fontes: The Celebrant Directory, The Great Barn.

Posts relacionados

Joliz © 2021 - Todos os direitos reservados