Como organizar um casamento ao ar livre

Como organizar um casamento ao ar livre

Atemporais, os casamentos ao ar livre permeiam o imaginário de noivos de todas as partes do mundo. Estão em grandes clássicos do cinema, novelas, e pode ser que habitem também as suas pastas do Pinterest, com inspirações incríveis

Mas, como tudo que é bonito exige planejamento, casamentos ao ar livre demandam cuidados especiais. É preciso se atentar à natureza, aos melhores dias e horários e ao conforto de seus convidados. O casamento na praia, por exemplo, demanda flores que se adequam ao local e a temperatura. Encontre o espaço para seu casamento na praia na Lejour.

Confiram 5 dicas para organizar casamentos ao ar livre e não errar nesse momento.

1. Escolham um mês de temperaturas amenas e poucas chances de chuva para o casamento ao livre 

Dois pontos devem ser levados em conta na hora de escolher a data de um casamento que será feito ao ar livre: a média de chuvas daquele mês e as temperaturas.

No mês de junho, por exemplo, chove pouco. Por outro lado, em muitas cidades do Brasil, principalmente nas do Sul, as temperaturas são baixíssimas, o que pode deixar seus convidados extremamente desconfortáveis. 

Portanto, é fundamental buscar o equilíbrio entre a temperatura e a incidência de chuva ao planejar um casamento ao ar livre. A natureza é linda, mas deve ser apreciada mediante uma atmosfera amena e agradável. Uma boa dica é casar-se nos meses da primavera: eles são ensolarados, oferecem um calor agradável e as flores estão com tudo!

2. Tenham um plano B caso chova no casamento ao ar livre

A tenda do casamento pode ser decorada com varais de luz. (Fonte: Shutterstock)
A tenda do casamento pode ser decorada com varais de luz. (Fonte: Shutterstock)

Por mais que vocês tenham escolhido um período do ano com baixa incidência de chuvas, o tempo pode virar a qualquer momento, então é preciso ter um plano B para o casamento ao ar livre. Se o espaço do seu evento não contar com uma área fechada para o caso de chover, reservem um valor na poupança para o aluguel de uma tenda. Em meio a tantas preocupações, será um alívio ter essa segurança.

Um detalhe sobre a tenda é que vocês podem decorá-la com varal de luzinhas e até flores suspensas, transparecendo toda a delicadeza de um casamento em meio à natureza. Cabe lembrar também que tendas transparentes podem deixar o espaço um charme!

3. Pensem no horário ideal para o casamento ao ar livre

O horário do casamento ao ar livre interfere na atmosfera e nas lembranças da cerimônia. Como vocês imaginam as fotos do casamento? Com a troca de alianças ao pôr do sol? Ou um ensaio com os padrinhos ainda sob a luz do dia? A decisão é difícil, mas deve ser tomada tão logo vocês resolvam se casar ao ar livre. 

O lado positivo de fazer a cerimônia no meio da tarde é que vocês terão até o fim do dia para aproveitar o verde ao redor para as fotografias. Outro benefício é ter a luz solar a seu favor — a propósito, os fotógrafos costumam gostar disso. E nada impede que ao pôr do sol os noivos façam um ensaio bonito e romântico.

No entanto, tomem alguns cuidados em relação ao horário do casamento ao ar livre. Perto da hora do almoço pode ter um sol muito forte; a partir do fim da tarde há mais mosquitos, que podem tornar o evento um problema. Por isso, na dúvida, conversem com sua assessoria de casamento. Esses profissionais estão disponíveis justamente para vocês tomarem as decisões mais acertadas.

4. Não esqueçam de cuidar da natureza no casamento ao ar livre

Verifiquem as restrições de horário e acesso do local onde será seu evento. (Fonte: Shutterstock)
Verifiquem as restrições de horário e acesso do local onde será seu evento. (Fonte: Shutterstock)

Se vocês querem se casar no campo para aproveitar o que o verde tem de mais bonito, precisam se atentar às demandas próprias de um espaço em meio à natureza. Confiram, por exemplo, a capacidade de convidados do local onde será o casamento ao ar livre ou se ali é uma área de preservação ambiental com restrições de acesso e horário.

Outro ponto importante que pode parecer um detalhe, mas não é: confiram o estado da grama às vésperas do casamento ao ar livre. Pode ser que ela esteja grande demais ou que tenha chovido nos dias anteriores, o que pode impactar o bem-estar de seus convidados. Já pensou nas mulheres com os saltos presos na grama encharcada?

5. Cuidem ainda mais de seus convidados no casamento ao ar livre

Por falar em convidados, é bom lembrar que eles merecem uma atenção mais do que especial na preparação de um casamento ao ar livre. A depender do lugar, do clima da região e do tempo que fizer no dia, pode ser que haja insetos por toda parte. E isso não é um problema: a natureza tem lá seus ônus e bônus.

Uma boa ideia é deixar um cesto com repelentes perto de onde será a cerimônia. Outra dica vai para quem deseja se casar ao ar livre no inverno: separar um cesto de mantinhas para os amigos e familiares é bacana para espantar um pouco o frio enquanto eles se emocionam com seu grande dia.

Gostaram das dicas para planejar um casamento ao ar livre? Agora é só dar foco no melhor da natureza e celebrar o amor diante de paisagens maravilhosas! 

Fontes: Micheli Delcaro, Claudia Boeira.

Posts relacionados

Joliz © 2021 - Todos os direitos reservados